terça-feira, 5 de julho de 2011

Primeiro dia de paralisação da categoria

Realizamos, hoje, a primeira parte da paralisação deliberada na assembleia do último dia 29. A concentração foi na frente da Sede do SANEP, na Rua Félix da Cunha e, de lá, seguimos em caminhada pelas ruas da cidade até a Câmara para reivindicar o apoio dos Vereadores à nossa campanha.
Foi realizada uma reunião entre os vereadores presentes e a comissão de negociações da categoria, em que foi encaminhado, conforme deliberação da assembleia, o pedido de trancamento da pauta, em virtude da intransigência do Executivo.
Tendo sido assinalada a possibilidade de sermos recebidos pelo Prefeito, uma comissão composta pelos vereadores Waldomiro Lima, Rogerney e Dionísio Veloso, foi até a Prefeitura tentar agendar essa reunião. A resposta obtida foi a de que o chefe do Executivo não negociaria com servidores paralisados. O Ver. Waldomiro Lima entrou em contato telefônico com a Prefeitura e, após, informou que o Prefeito receberia a comissão de negociações na quinta-feira à tarde.
Foi aberto espaço para a manifestação do SIMSAPEL, em que o representante Paulo Nogueira falou em nome da Categoria, expondo as razões do movimento e as nossas reivindicações.
Finalmente, foi votado o nosso pedido e, com dez votos a favor, quatro contra e uma ausência, conseguimos o apoio da câmara e o trancamento de pauta.
Depois disso, seguimos em caminhada até a frente da Prefeitura, onde continuamos o nosso protesto.

Desde o dia 23 de maio, tentamos o diálogo com o Executivo e as negociações vem regredindo, sempre com as mesmas justificativas: que essa é a política salarial do Governo e que a folha de pagamento do SANEP entra na quota de responsabilidade fiscal da Prefeitura. Que a política salarial do Governo é a da não valorização do funcionalismo, não é novidade para ninguém, mas as contas do SANEP e as da Prefeitura são prestadas separadamente ao TCE. O SANEP tem receita própria e condições de dar um reajuste digno aos servidores.

A intransigência é a marca das relações deste governo com os servidores. Não negociou com o SIMP e não está negociando conosco. Passamos 42 dias tentando o diálogo e nos mantivemos trabalhando. Na véspera da paralisação surge a possibilidade uma reunião na quarta-feira, mas, desde que não estivéssemos paralisados. O Prefeito teve tempo suficiente para nos receber antes da paralisação. Deixou que a situação chegasse a esse ponto para se dignar a negociar conosco. A Categoria demonstra, mantendo o movimento, que não está disposta a recuar, que não se deixará envolver por esse tipo de ameaça que só tem o objetivo de enfraquecer o movimento. Estamos firmes na nossa luta, agora com o apoio dos vereadores.

Nesta quarta, a mobilização continua, desde as 8h, em frente à Sede do SANEP, com nossos apitos, nossos cartazes, nossa força e união.

CATEGORIA UNIDA, CATEGORIA RESPEITADA!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!