domingo, 20 de novembro de 2011

SIMSAPEL, a resposta não convenceu

Continua bloqueado o atendimento a consultas eletivas e exames no Saúde Maior aos sócios do SIMSAPEL. O diretor de divulgação do Sindicato tem afirmado na imprensa que o problema do bloqueio é devido a descontos não efetuados em folha de alguns funcionários, pois teriam ultrapassado os 30% permitidos. Porém, o SANEP nos informou que todos os descontos programados para as mensalidades do Saúde Maior são feitos e repassados diretamente para a Beneficência Portuguesa.

Então, Diretores do SIMSAPEL, o que aconteceu? Qual é a verdade? Vamos continuar sem poder usar o plano pelo qual nós pagamos?

Queremos uma solução URGENTE!

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Simsapel, o que houve com o convênio do Saúde Maior???

Os trabalhadores e aposentados do SANEP que tem plano do Saúde Maior através do SIMSAPEL, nos últimos dias estão sem poder usar os serviços pelos quais tem pago todos os meses através de desconto em folha de pagamento. Alguns conseguiram apenas atendimento de urgência, sendo que, se precisarem de consultas com especialistas ou exames fora da urgência, não terão esses serviços.

A redatora deste blog, Rosemeri Santos, precisou de atendimento na quinta-feira, 10/11/11, e obteve atendimento de urgência depois de passar pelo constrangimento de precisar de uma liberação da administração do plano. Isso já havia acontecido com a mesma pessoa em 09/08/11. A mesma solicitou, por escrito, informações sobre o motivo de tal situação e a resposta não veio até hoje. Nossa colega Marisa Rodrigues e a filha de outro colega também passaram pela mesma situação na sexta-feira, 11/11/11.

Nesse momento, às 22h38min de 15/11/11, telefonamos para o Saúde Maior e fomos informados de que o atendimento para os sócios do SIMSAPEL continua bloqueado e que somente serão atendidos os casos de urgência grave.

Ora, mais uma vez, a confusa gestão dos convênios por parte da direção do SIMSAPEL prejudica os sócios. Pagamos para garantir um atendimento de melhor qualidade para nossas famílias e isso é suado. Não podemos deixar que o nosso convênio com esse plano de saúde seja prejudicado pelas "trapalhadas" administrativas dos gestores do Sindicato.

De nossa parte, já estamos solicitando, administrativamente, explicações junto ao SIMSAPEL. O próximo passo é a via judicial.

Pedimos aos colegas que tentaram usar os serviços do referido convênio e passaram pelo constrangimento de ter o atendimento negado, que entrem em contato conosco para que possamos saber qual a dimensão dessa situação e juntos busquemos uma solução para o caso.

Telefone: 91516995 com Rosemeri.
E-mail: agotaquefaltava@gmail.com
Ou deixe um comentário nesta postagem.


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Quanto à destituição da Diretoria do SIMSAPEL

Seremos repetitivos se elencarmos as razões que nos fazem requerer a destituição da diretoria do SIMSAPEL. Não temos nada de pessoal contra os nossos colegas do Sindicato, mas temos contra a forma de administrar a entidade e de se posicionar diante das questões de interesse da categoria.

Na reunião de 01/11, lançamos a proposta do abaixo assinado, pois o antigo teve alterações sugeridas pelo nosso advogado, para que atenda ao que desejamos de forma mais segura.

É essa entidade que representa a todos os trabalhadores do SANEP. Porém, Somente sócios podem opinar, votar ou decidir qualquer coisa no Sindicato, queiramos ou não. E, para que haja representatividade da vontade da maioria, é necessário que essa maioria seja associada ao SIMSAPEL. Sendo assim, reiniciamos a campanha de associações ao SIMSAPEL, para que mais pessoas possam participar desse processo.

Se você ainda não é sócio, Vá até a sede do Sindicato, na Rua Br. De Sta. Tecla, 359, salas 1 e 2 e associe-se. É imprescindível exigir um comprovante no momento da associação, para não se correr o risco de ter a assinatura invalidada no abaixo assinado.

Se você já é sócio, assine o abaixo assinado e nos ajude a limpar o Sindicato.

Participe!

Balanço dos resultados financeiros do movimento

É importante refletirmos sobre os ganhos do movimento. Já falamos sobre os ganhos políticos, que vão desde a mobilização maciça dos trabalhadores até termos vencido a queda de braço que foi aumentar o índice do aumento, quando a Prefeitura não queria ceder.

E é justamente dos ganhos financeiros que vamos falar agora. Ninguém pode dizer que saiu perdendo com a greve. Podemos não ter ganho tudo o que gostaríamos, mas, mesmo com o desconto das horas, houve saldo positivo. Veja as tabelas abaixo:

Sem a greve (valores em R$)

Nível

Salário inicial

Salário final

Diferença salário

Refeisul inicial

Refeisul final

Diferença Refeisul

Diferença total mensal

Difer. 1 ano*

% dif. mensal / salário in.

1

549,73

584,37

34,63

321,90

342,18

20,28

54,91

705,14

10%

2

608,60

646,94

38,34

321,90

342,18

20,28

58,62

754,59

10%

3

704,74

749,14

44,40

321,90

342,18

20,28

64,68

835,34

9%

4

728,12

773,99

45,87

321,90

342,18

20,28

66,15

854,98

9%

5

863,32

917,71

54,39

321,90

342,18

20,28

74,67

968,55

9%

6

1.031,75

1.096,75

65,00

321,90

342,18

20,28

85,28

1.110,03

8%

7

1.541,26

1.638,36

97,10

321,90

342,18

20,28

117,38

1.538,02

8%

8

2.004,84

2.131,15

126,31

321,90

342,18

20,28

146,59

1.927,43

7%

*13 salários, 1/3 férias e 12 Refeisul.

Com a greve (valores em R$)

Nível

Salário inicial

Salário final

Diferença salário

Refeisul inicial

Refeisul final

Diferença Refeisul

Diferença total mensal

Desconto das horas paradas

Difer. 1 ano*

% dif. mensal / salário in.

1

549,73

598,11

48,38

321,90

353,10

31,20

79,58

-179,43

839,99

14%

2

608,60

662,16

53,56

321,90

353,10

31,20

84,76

-198,65

889,85

14%

3

704,74

766,76

62,02

321,90

353,10

31,20

93,22

-230,03

971,27

13%

4

728,12

792,19

64,07

321,90

353,10

31,20

95,27

-237,66

991,07

13%

5

863,32

939,29

75,97

321,90

353,10

31,20

107,17

-281,79

1105,57

12%

6

1031,75

1122,54

90,79

321,90

353,10

31,20

121,99

-336,76

1248,22

12%

7

1541,26

1676,89

135,63

321,90

353,10

31,20

166,83

-503,07

1679,74

11%

8

2004,84

2181,27

176,43

321,90

353,10

31,20

207,63

-654,38

2072,37

10%

*13 salários, 1/3 férias, 12 Refeisul e desconto das horas.

Comparação diferenças mensais

Comparação diferenças em 1 ano

Nível

Sem a greve

Com a greve

Diferença

% Diferença

Nível

Sem a greve

Com a greve

Diferença

% Diferença

1

54,91

79,58

24,66

45%

1

705,14

839,99

134,85

19%

2

58,62

84,76

26,14

45%

2

754,59

889,85

135,26

18%

3

64,68

93,22

28,54

44%

3

835,34

971,27

135,93

16%

4

66,15

95,27

29,12

44%

4

854,98

991,07

136,09

16%

5

74,67

107,17

32,50

44%

5

968,55

1.105,57

137,03

14%

6

85,28

121,99

36,71

43%

6

1.110,03

1.248,22

138,19

12%

7

117,38

166,83

49,45

42%

7

1.538,02

1.679,74

141,73

9%

8

146,59

207,63

61,04

42%

8

1.927,43

2.072,37

144,94

8%

Nem de longe é o resultado que queríamos, mas ganhamos mais com o movimento do que ganharíamos sem ele.