terça-feira, 3 de dezembro de 2013

TAXA DO LIXO – INSUSTENTABILIDADE DO SANEP – PRIVATIZAÇÃO

A manchete “SANEP pode se tornar insustentável em dois anos” na reportagem do Diário Popular de 21/11/13 traz de volta a discussão sobre uma possível PRIVATIZAÇÃO DO SANEP. Na reportagem, a Direção do SANEP diz que a taxa do lixo é uma necessidade. Essa discussão é bem ampla e tem que ser feita com seriedade e por todos nós. A palavra “inviável” pode se traduzir em justificativa para uma possível privatização do SANEP.

A privatização dos serviços de água e saneamento vem ocorrendo em várias cidades do país, pois os governos “se livram” dos altos investimentos em saneamento e a opinião pública se compra a ideia de que a iniciativa privada pode melhorar a qualidade dos serviços. Porém, as empresas buscam maximizar os lucros e cortar custos, o que significa demitir trabalhadores e aumentar as tarifas.

A preparação do terreno é sempre da mesma forma. O sucateamento da estrutura e a desvalorização dos servidores compromete a prestação dos serviços e ajuda a justificar processos de privatização.

A entrega dos serviços à exploração por empresas privadas por 30 anos é chamada de PPP – Parceria Público Privada. Assim, o SANEP pode vir a ser privatizado “em fatias” e quando abrirmos os olhos, não restará mais nada.

ATENÇÃO!
Não há garantias contra demissões ou de transferência para a Prefeitura, em caso de PPP. Na realidade, não é uma parceria, pois quem controla é o empresário, podendo demitir os trabalhadores quando quiser.
AUDIÊNCIA PÚBLICA
Convidamos a todos os trabalhadores do SANEP para a AUDIÊNCIA PÚBLICA que irá discutir essa situação. Será no dia 05/12/13, quinta-feira, às 19h, na Câmara de Vereadores, Rua Quinze de Novembro, 207.
A GOTA QUE FALTAVA – Coordenação: Chapa 2 – eleita para o SIMSAPEL