segunda-feira, 28 de junho de 2010

O aumento e a postura do SIMSAPEL

Hoje, saiu um comunicado do SIMSAPEL à categoria. Diga-se de passagem, é assim que a Diretoria do Sindicato se dirige a nós: nunca somos consultados, sempre "comunicados".

Tal comunicado diz que foi acertado com a Direção do SANEP aumento de 6% e encaminhamento de projeto de lei para o reajuste do Refeisul.

A essa altura do ano - ano de eleições -, formou-se a seguinte situação: aceitamos isso ou não teremos nada, porque, findo o mês de junho, não pode ser concedido mais aumento. As eleições serão estaduais e federais. Isso, a princípio não interferiria na esfera municipal, mas, ocorre que a primeira dama do município estará concorrendo nesse pleito. Isso, sim, interfere.

Então, estamos de mãos amarradas. Que fez o SIMSAPEL desde o princípio de abril? "Enrolou" a categoria, priorizando a negociação de um plano que não foi discutido nem aprovado pela categoria e deixou de trabalhar pelo nosso aumento. Estamos sendo repetitivos, mas, não custa lembrar que não fomos consultados em nenhum momento - nem na elaboração do plano, nem no estabelecimento do plano como prioridade, nem sobre o índice do aumento.

Enquanto muitos ficam esbravejando pelos corredores, falando mal da Diretoria do Sindicato, dizendo que "enquanto eles estiverem lá, não me associo", eles fazem o que bem entendem em nosso nome. Hoje, o Sr. Paulo Nogueira, em entrevista a uma rádio local, disse que essa Diretoria foi eleita e pode, sim, negociar salários sem consultar a categoria. Porém, isso é totalmente ilegal, segundo a CLT.

Mas, quem vai reclamar? Os anônimos? De forma velada? Sem se comprometer? Achamos que não! Nós estamos trabalhando, mas, sem o apoio dos colegas, não podemos nada. Aliás, isso foi-nos dito por um dos membros da Diretoria do Sindicato, que só nós é que reclamamos. De certa forma, é sim, ou seja, com comprometimento, assumindo uma luta que deveria ser de todos. Mesmo assim, não desistimos. A audiência do processo em que pedimos a impugnação dessa diretoria e a anulação da eleição será dia 5 de julho e nosso abaixo assinado está à disposição de quem quiser assinar para pedir uma Assembléia Geral.

Ouviu-se falar que a Diretoria iria convocar uma Assembléia para esta semana. Mas, acho que eles temem conversar com a categoria e decidiram nos "comunicar" o acertado com a Direção. É bem assim, eles só conversam com a Direção do SANEP e com a Prefeitura, com os seus representados, não.

Abaixo, trazemos um comunicado do SIMSAPEL publicado na página 13 do Diário da Manhã do dia 22/05/2010 e o comunicado publicado nos murais, hoje. Abaixo, nossos comentários:

Primeiro comunicado:

· No primeiro trecho sublinhado, fica claro quem determinou a prioridade do plano: o Sr. Prefeito.

· No segundo, eles referem-se à importância de levar a proposta do executivo para a Assembléia da categoria e a necessidade de discussão a respeito.

· No último, comprometem-se a marcar uma Assembléia.

Segundo comunicado:

· No primeiro trecho destacado, informam que já definiram tudo com a Direção do SANEP em uma reunião.

· No segundo, dizem que marcarão uma Assembléia para “discutirmos encima de fatos concretos”.

Analisando tudo isso:

Primeiro, a Diretoria do SIMSAPEL, atende a sugestão do Prefeito em priorizar o Plano de Cargos e Salários. Prioridade que também é deles, pois, sendo em maioria celetistas, querem as vantagens que o plano traz para tal quadro.

Entendem que precisam levar uma proposta para ser discutida com a categoria, comprometem-se a marcar uma Assembléia e passam esse tempo todo, desde abril até agora, esperando pelo Prefeito e pela Direção do SANEP. Será que eles não sabiam que o prazo expiraria e não haveria tempo para nos trazer uma proposta, levar contraproposta à Prefeitura e tudo que já se sabe que um sindicato sério deve fazer?

Finalmente, nos comunicam que tudo já está acertado e que é pegar ou largar. E, depois, marcarão uma Assembléia para discutirmos sobre “fatos concretos”, ou seja, fatos irreversíveis.

Além de tudo isso, vêm a público dizer que têm esse direito.

Até quando vamos deixar que eles mandem e desmandem em nosso nome?



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!