segunda-feira, 25 de abril de 2011

Notícias das discussões do Plano

No último sábado, 23/04, realizou-se mais uma reunião de discussão do Plano, desta vez, com representantes de setor/divisão.

Foi passado todo o Plano de Cargos e Salários com as modificações feitas até agora pela Comissão de Elaboração e observações pertinentes – saiba mais aqui.

Num segundo momento, foi desenvolvida a discussão, tendo como principais pontos os seguintes:

  • O regulamento para a promoção por merecimento ainda não foi apresentado. Pelo que foi tratado na Comissão de Elaboração, será essencialmente técnico e ancorado em CONHECIMENTO, HABILIDADE e ATITUDE. Foi prometido para o mais breve possível para apreciação dos funcionários.
  • A Comissão de Promoção passa a ser composta assim:

· Chefe do DERH (presidente),

· Chefe do departamento do funcionário,

· Chefe da divisão do funcionário (aqui foi encaminhado que se mudasse para “chefe direto” para que o funcionário possa ser avaliado pelo encarregado de turma, se for o caso, como acontece na avaliação do estágio probatório),

· Um funcionário indicado pelo Sindicato e

· Um funcionário eleito em Assembleia Geral da Categoria (foi encaminhado que conste “Assembleia Geral da Categoria” e que o funcionário só possa ser transferido de setor com a sua concordância, como no regulamento da CIPA).

  • Correção das GFs, conforme os aumentos de salário.
  • Adicional de qualificação, conforme os estudos, a ser regulamentado (regulamento a ser entregue para apreciação), mas já adiantados alguns pontos:

· Cursos de treinamento não contam,

· Qualificações em áreas consideradas a fim com o cargo resultarão em adicional de 7% (podendo ter mais de um),

· Qualificações em áreas não consideradas a fim com o cargo resultarão em adicional de 3,5% (podendo ter mais de um),

· Ensino Fundamental e Médio contam como áreas a fim.

  • Incorporação da GF pelos celetistas nos moldes da Lei 3008.
  • Adicional de Atividade Especial para os trabalhadores dos hidrojateadores e para os operadores de máquinas pesadas, no exercício da função.
  • A extensão dos triênios, dos 15 e dos 25% aos celetistas foi substituída por uma mudança no percentual da promoção por merecimento a cada 2 anos. Somam-se aos 2%, mais 1,6%. Assim, ao final dos 15 biênios, o total é de 24%, para os trabalhadores dos dois quadros.
  • Também será criada uma gratificação por economia, mais ou menos assim: do que a autarquia, juntamente com os funcionários, conseguir economizar em um ano, 50% será revertido em estrutura, de modo a melhorar as condições de trabalho, como veículos, computadores, mesas, treinamentos, etc. e 50% será dividido igualmente entre os funcionários e pago na volta das férias.
  • Repercussão da média de horas extras no repouso semanal remunerado, das férias e da gratificação de natal para os estatutários.
  • Para os estatutários, direito de vender 1/3 das férias.
  • Com a extinção do nível 4, os trabalhadores passam para nível 6.

A próxima etapa será a discussão dentro dos setores e, depois, na quinta-feira, 28/04, às 19h, os representantes se reúnem novamente para sistematizar o que for discutido nos setores.

Na sexta-feira, 29/04, haverá outra reunião da Comissão de elaboração, para a qual será encaminhado o resultado dessas discussões.

Sabemos que esse não é o tempo ideal de discussão, mas foi o que conseguimos até agora. Vamos tentar aproveitar ao máximo! Por isso, participe! Avalie com os colegas de setor, sugira, acrescente, mostre o seu ponto de vista! O blog também está aqui para isso!

4 comentários:

  1. Não entendi muito bem o que signifaria, na prática, a última frase deste parágrafo: A extensão dos triênios, dos 15 e dos 25% aos celetistas foi substituída por uma mudança no percentual da promoção por merecimento a cada 2 anos. Somam-se aos 2%, mais 1,6%. Assim, ao final dos 15 biênios, o total é de 24%, para os trabalhadores dos dois quadros. Atenciosamente. Daniela Maino

    ResponderExcluir
  2. Os 2% já estavam na tabela da promoção por merecimento. Assim, ao final dos 15 biênios, se aprovado em todas as avaliações, o funcionário teria 30% de adicional. Os 1,6% a mais é que somam 24%. Somando-se aos 30% que já havia, no final, o total fica em 54%. Assim, os funcionários mais antigos já saem com um aumento bom e os mais novos, à medida que forem sido aprovados nas avaliações bienais.

    ResponderExcluir
  3. E o que aconteceu na reunião de sexta 29/04/2011? Vocês teriam alguma novidade para publicar?

    ResponderExcluir
  4. Leiam "Notícias sobre o Plano e o aumento de salário" em: http://agotaquefaltava.blogspot.com/2011/05/noticias-sobre-o-plano-e-aumento-de.html

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!